segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Regiões que não sumiram por pouco.

Rios Franklin e Gordon, Austrália: a intensa batalha para salvar os rios Franklin e Gordon, na Tasmânia, chegou até a Corte Suprema australiana e foi celebrada como uma das maiores vitórias dos ecologistas. As águas cristalinas dos rios atravessam florestas tropicais e acolhem uma grande biodiversidade.

Os pólos são uns dos principais indicadores do aquecimento global, e diminuem ano após ano. Mas a situação da Antártica seria muito pior hoje se não fosse pelo grande trabalho de ONGs que desde a década de 80 trabalham para conscientizar a comunidade mundial.

Gladden Spit, Belize: é um paraíso para mergulhadores e conta com a segunda maior barreira de coral do planeta. Mas a sobrepesca e o turismo em expansão começaram a ameaçar o litoral do país, fazendo com que um grupo de pescadores locais se juntasse no começo dos anos 90 para proteger um pequeno arquipélago do litoral.

Baía de Chesapeake, Estados Unidos. a gigantesca baía é o maior estuário dos Estados Unidos, com um litoral que passa pelos estados de Maryland, Virginia e Delaware. A baía é famosa pelos seus caranguejos azuis e é muito apreciada por velejadores e amantes da natureza.

Parque provincial de Tatshenshini-Alsek, Canadá um dos lugares mais bonitos do país, o parque provincial de Tatshenshini-Alsek, na Columbia Britânica, passou perto de virar a maior mina de cobre do planeta. Mas as pessoas que amavam as paisagens do lugar, com rios límpidos e geleiras, além de seus vestígios arqueológicos de povos indígenas e seus animais como ursos e lobos, não ficaram de braços cruzados.

Reserva Forestal de Mabira, Uganda em 2007, cerca de um terço da Reserva Forestal de Mabira, refúgio da natureza e da vida selvagem no sul de Uganda, ia ser usada para plantações de cana de açúcar para produzir etanol. Mas ambientalistas decidiram se opor à destruição da reserva, protestaram, e alguns até chegaram a perder suas vidas.

Parque nacional de Kakadu, Austrália alguns dos maiores depósitos de urânio ficam sob o parque nacional de Kakadu, um dos mais bonitos da Austrália. Apesar de várias minas já terem sido abertas no parque, foi a mina de Jabiluka, da empresa britânica Rio Tinto, e sua briga de Davi e Golias contra os aborígenes Mirrar, que chamou a atenção da mídia internacional.

Pantanal, Brasil: o Refúgio Ecológico Caiman é uma fazenda de mais de 500 km² com equipes de pesquisadores, três lodges ecológicos para turistas, preservando uma fauna variada como onças, ariranhas, sucuris, araras e, claro, jacarés. Recomenda-se passar pelo menos três dias para aproveitar as diferentes atividades como passeios à cavalo ou de canoa.


Vamos cuidar do nosso planeta, afinal é nossa morada.


(Fonte)
http://vidaeestilo.terra.com.br/turismo/noticias/0,,OI5378079-EI18236,00-Conheca+regioes+pelo+mundo+que+nao+sumiram+por+pouco.html

Meus poemas e contos estão registrados

myfreecopyright.com registered & protected