quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Desilusão!



Onde estas tu vida, que vai me escapando devagar,
Sumindo ao meu olhar
Onde estas tu vida, que já não sinto tão intensa,
Quanto a sentia na mocidade
Vida que transbordava e sem experiência não aproveitava.
Hoje desfalecido em uma cama, só me resta a lembrança
de uma vida mal vivida, cheia de amargura e desesperança.
Ah...como gostaria de voltar a ser criança,
Vida que já me deixa só, mergulhado em meus pensamentos
e lembranças, seguindo um caminho sem volta.
Vida que já me deu amores e dores, mas que hoje neste
leito de amarguras, tudo que sinto são horrores, de uma
vida que joguei fora.
Tchau, adeus, to indo embora....

(Waldir Galis)

Meus poemas e contos estão registrados

myfreecopyright.com registered & protected