domingo, 25 de março de 2012

A virada




             Em certa cidade morava Josué, homem loiro, 46 anos de idade, aproximadamente 1,85 de altura, meio calvo, forte e com traços de uma pessoa já vivida que foi surrado pelo tempo.
            Este homem tinha uma vida pacata, ele trabalhava em uma empresa onde do salário sustentava sua família, mas com o passar do tempo a firma começou a efetuar mudanças e com as trocas de funcionários ele começou a ter problemas, onde se iniciou um dilema em sua vida que nunca mais esqueceria.
           No setor onde trabalhava chegou um encarregado novo, que queria mostrar serviço ao patrão, e fazia qualquer coisa para aparecer, até inventava certas ocorrências na firma, sem medir as consequências de seus atos, ou o que isto resultaria na vida da pessoa.
          Toda noite la estava Josué trabalhando como sempre, cumprindo suas obrigações, e procurando fazer sempre o seu melhor, ajudando seus colegas e ganhando seu pão, mas isso iria mudar, porque o encarregado colocou os olhos nele, e viu que era querido entre os amigos e chefes da firma, e já foi maquinando o que iria fazer para prejudicá-lo junto aos patrões.
           Certa noite Josué trabalhava em seu setor, quando seu encarregado chegou lhe mostrando uma ordem para fazer Cinco mil peças plásticas para reposição em uma fábrica de veículos, de pronto ele parou a máquina em que trabalhava mudou os molde e começou a fabrica-las, em três horas estava tudo pronto, mas tinha um detalhe, o encarregado somente mostrou a ordem e a levou embora, não ficando nenhum comprovante com Josué, e com a mudança de molde, a produção que estava fazendo atrasou, não sendo possível completa-la no prazo marcado, com isso causando cancelamento de contrato e prejuízo a firma.
           Resumindo, o encarregado alegou que Josué estava sendo irresponsável e que não trabalhava direito fazendo somente o que queria fazer, e falou sobre as Cinco Mil peças fabricadas sem serventia. Ele tentou argumentar, mas não tinha provas para firmar o que dizia, sendo ele responsabilizado pelo prejuízo, e o material seria descontado de seu salário, saindo cabisbaixo e o encarregado dando risadas, pois conseguiu o que queria.
          Josué chegou em sua casa arrasado contando para sua esposa, onde os dois choraram juntos e lamentaram o acontecido.
          Josué ficou muito abatido, faltando ao serviço naquela noite, aparecendo na firma somente na manhã do outro dia, onde foi recebido pelos patrões todos sorridentes, os quais o elogiaram, promovendo-o a encarregado, ele sem saber o que estava acontecendo aceitou, e somente depois soube o que havia se dado.
           A firma havia contratado um seguro, e uma das exigências era colocar câmera de segurança no escritório, e por felicidade de Josué filmaram o encarregado digitando a ordem falsa, não bastando descobrir a farsa, a matéria prima que utilizavam teve alta, sendo que ganharam muito mais revogando o contrato de venda, e as Cinco mil peças inúteis, uma montadora precisou urgente e a única firma que tinha a pronta-entrega era a que Josué trabalhava.
            Quando alguém lhe fizer ou desejar mal, não se desespere, pois o mal nunca prevalece, tenha paciência e deixe o tempo mostrar os seus frutos.

Waldir Galis         

Meus poemas e contos estão registrados

myfreecopyright.com registered & protected