quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Saudades



Eita coisa gostosa que no peito aflora,
Faz com que a gente chora,
Pensando no que foi vivido outrora
Coisas que recordo agora e faz com que pingos de lágrimas rolam
De um olhar para o passado que já não retorna
Coração bate mais forte e resta somente o deleite de lembranças já vividas
Sentimento gostoso que faz com que alegramos,
E assim prossigamos na vida com o que conquistamos.
Saudade de onde nascemos ou vivemos, 
Da pessoa que amamos ou ente que perdemos.
Sentimos saudades porque vivemos e jamais desistiremos,
Desse milagre que é "a vida que de Deus recebemos".

(Waldir Galis)

Meus poemas e contos estão registrados

myfreecopyright.com registered & protected