segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Uma obra em minha vida.



Uma obra em minha vida.
Eram dias difíceis na minha vida, tinha acabado de casar e nada dava certo, estava com um vazio em meu peito, no serviço vivia desgostoso, as dívidas estavam aumentando, e após visitar várias igrejas, eu e minha esposa decidimos visitar a congregação cristã no Brasil e foi lá que Deus se compadeceu de nós e nos chamou na graça, pensava eu que tudo estaria resolvido de imediato, acho que a maioria pensa assim, mas para minha surpresa não foi nada fácil, nos primeiros dias senti uma forte dor no peito, e um temor que não era normal, e com o passar dos tempos meu linguajar, meu comportamento, minhas amizades e meus pensamentos foi tudo mudando, eu era muito boca dura e agora sou muito tranqüilo.
Deus foi me moldando a sua vontade, não sou perfeito, mas do que eu era já mudou uns oitenta por cento, e congregando certa noite na hora do testemunho um irmão contou que tinha um parente que era testemunhado na graça e antes que tivesse tempo de se batizar sofreu um acidente e faleceu então ele no desespero pediu a Deus que se aquela alma tivesse parte no seu reino que batizasse ele ali no caixão mesmo, para conforto de sua alma, e Deus assim o fez, o corpo ficou todo molhado e confortou a alma do irmão. Ouvindo isso, aquele testemunho entrou em meu coração, não sabia explicar o porquê, mas queimou que doía, e depois normalizou.
Passado muito tempo, eu estava trabalhando e recebi a noticia que meu Pai havia sofrido um acidente com um caminhão, sendo que uns meses antes eu e minha esposa estávamos testemunhando ele sobre as coisas de Deus, e devido esse acidente ele veio a falecer, o que mais me impressionou foi que ao receber a noticia meu coração ficou em paz, senti tristeza claro, mas estava em paz.
Meu chefe mandou me levarem ao local do acidente, e chegando deparei com o caminhão acidentado e meu pai ainda no interior, com guincho e pessoas tentando retirá-lo, e após muito esforço conseguimos fazê-lo.
Enquanto tentava tirá-lo do interior do caminhão ouvia as pessoas falarem sobre o feito dele, que o caminhão tanque cheio de água, perdeu o freio em uma descida e por se tratar de um bairro pobre, era hora das famílias já terem retornado dos serviços rurais que faziam, eram aproximadamente seis quarteirões, sendo que tinha uma pastagem a direita e um gramado na igreja à esquerda, porém ele não desviou devido às crianças estarem jogando bola na pastagem e na grama da igreja, e não jogou o caminhão nas casas devido às famílias que estavam em seu interior, ligando a sirene de alerta e buzinando na rua para saírem da frente, vindo a cair em uma ribanceira sem ferir ninguém.
Ouvindo isso, meu coração ferveu, começaram a correr lágrimas dos olhos, não conseguia me conter, ouvindo muitos dizerem que ele foi um herói.
Já no velório da cidade, minha família, irmãos da igreja e conhecidos presentes, cheguei próximo ao caixão e olhando aquele corpo já sem vida, comecei a recordar o que aquelas pessoas haviam dito, no testemunho que eu e minha esposa passamos a ele, e repentinamente do nada, me veio à mente aquele testemunho do irmão, e eu num ato desesperado, fechei os olhos e supliquei a Deus “Senhor! Meu pai não é batizado em sua graça, mas é testemunhado e crê em ti, tudo que pede é em nome de Jesus, tu sabes o que ocorreu neste acidente e o que as pessoas estão falando, então se o meu pai for digno de entrar no seu reino, por favor, faça com ele o mesmo que tu fizeste ao parente daquele irmão, batize-o em nome de Jesus, mesmo no caixão.” E após notifiquei minha esposa do meu pedido e uma irmã que estava próxima ouviu, e fui ao local do acidente, pois a pericia iria ao local e acompanhei, pois tentavam distorcer a situação. Foi então que meu irmão, junto a minha esposa veio me buscar e me levaram ao velório, e chegando olhei no caixão e o corpo de meu pai estava encharcado, como se tivesse banhado em um rio, e foi ai que vi pela primeira vez o operar de Deus em minha vida, e que me confortou e esta me confortando.
Como já disse, ele não olhou minhas falhas, faltas e fraquezas, fez a obra para confortar meu coração e de minha família, e dou graças por isso.
Raramente conto isso a alguém, pois muitas pessoas não acreditam, não sei o motivo que me levou a compartilhar com vocês, mas Deus o sabe.

Permitam-me salientar que isso não é um conto,
Mas uma obra que Deus fez em minha vida.

Waldir Galis.

Meus poemas e contos estão registrados

myfreecopyright.com registered & protected